quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Na apanha do Caju II, por Paulo Lopes

 
Se eu tivesse colocado isto ou todo o capítulo verias que isso foi na sequência de mais uma coluna Mataca / Macomia e sei que nessa altura Armando Guterres, eras tu que comandavas o grupo que depois foi substituir o meu na apanha do Caju!
 
 
Provavelmente o gajo fez-te ir dar uma voltinha quando estavas no quartel e eu na apanha do caju!
 
Mas eu passo essa parte do livro:
...................................................................................................
Estava a refrescar-me um pouco com um banho de água, que não lavava nada, quando me vieram chamar para que fosse ao gabinete do Comando.
Quando cheguei já la estavam os furrieis Guterres, Almas e o alferes Louçã.
Este ultimo disse:
— Amanhã temos coluna.
As pontes já estão consertadas.
Não sei como nem porquê, mas essa tarefa coube a Macomia!
 

— A saída, como de costume era às quatro e meia da manhã, portanto providenciem para que o vosso pessoal se encontre preparado a horas.
Mas atenção! prosseguiu: — Preparem-se para outra missão.
Esta coluna é só de ida.
A volta fica para mais tarde!
De Macomia, vamos de imediato seguir para outras paragens, julgo eu para fazer proteção à apanha do caju.


— Por quanto tempo? —Perguntou um de nós como se a quantidade daqueles próximos dias tivessem algo de extrema importância.
— Penso que será até ao fim do mês, mas é melhor contar com vinte ou vinte e cinco dias. Respondeu o alferes continuando: —Isto são ordens do major e como sabem, nunca se sabe o que vai sair daquela cabecinha!!

in "Memórias dos Anos Perdidos ou a Verdade dos Heróis"
paulo lopes