quarta-feira, 5 de março de 2014

GOSTAVA DE CONSTRUIR UMA CIDADE, por Paulo Lopes


 
Gostava de construir...
uma cidade,
onde as crianças
brincassem com a liberdade
e outras esperanças.

Não importa o país
dessa cidade,
nem sei se existe
ou se algum dia há-de vir
no sonho que persiste,
onde a possa construir.

Que me importa que as crianças digam:
- Não tenho terra natal...
se elas digam também:
- Eu sou igual
aquela e aquela, aqui e além.

Gostava de construir
uma cidade
onde as crianças
sem serem perfeitas
não amadurecessem receios
vergonhas suspeitas.

Gostava de construir
uma cidade
onde nenhuma criança
fosse famosa, precoce, com vaidade
mas que soubesse
o significado de liberdade.

Gostava de construir
uma cidade
onde cada criança
fosse uma canção,
uma ave, uma palmeira
uma vida, uma nação
sem fronteira.

Gostava de construir
uma cidade,
só para crianças que desconhecessem
a sociedade.
 
Legocity



 paulo lopes (1974)