domingo, 8 de março de 2015

OS GRADUADOS "LEMBE-BOTAS", por Duarte Pereira

Duarte Pereira
 
INSPIREI-ME NESTAS PALAVRAS DO GILBERTO PEREIRA PARA ESCREVER UM PEQUENO, GRANDE TEXTO QUE ACABA POR SER HISTÓRICO PARA A COMPANHIA 3509 DO BATALHÃO DE CAVALARIA 3878, MOÇAMBIQUE 1972/74.
 
FAÇO UM POUCO DE HISTÓRIA.
A ÚLTIMA COMPANHIA DO BATALHÃO (3509) ERA COMANDADA POR UM CAPITÃO DE CARREIRA.
NÃO TINHA NASCIDO PARA "AQUILO" .
 
OS QUATRO ALFERES QUE CONHECI E FELIZMENTE AINDA CONHEÇO, ERAM DE COIMBRA PARA CIMA. LOGO GENTE INTELIGENTE DOU COMO EXEMPLO, QUE TRÊS EX-ALFERES AINDA TRABALHAM EM PROFISSÕES EXIGENTES E ESPERO QUE BEM REMUNERADAS.
 
O OUTRO, EX-BANCÁRIO TAMBÉM CONTRIBUIU NA ALTURA PARA A ECONOMIA DO PAÍS.
 
RECORDO O ANO DE 1971 EM SANTARÉM.
 
APLIQUEI-ME, ESTUDEI, DEI AO CANELO NO INVERNO, PRIMAVERA, VERÃO E INVERNO.
 
FIQUEI EM 2º LUGAR NO MEU CURSO.
 
O 1º CLASSIFICADO ERA MESMO BOM E SAIU-LHE A GUINÉ.
 
EM SANTA MARGARIDA FUI O "COMANDANTE" DOS FURRIEIS NUMA VIATURA DO LIXO QUE OS TRANSPORTAVA.
 
O MEU FUTURO ESTAVA TRAÇADO.
 
 
 
JÁ EM MOÇAMBIQUE DOIS EX-ALFERES, DEPOIS DE FAZEREM A ANÁLISE DO SEU COMANDO NOS PRIMEIROS MESES, OFERECERAM-SE PARA OS GE´S.
 
HAVIA UM FURRIEL, ALTO DE BIGODE E BOAS FALAS (REBELO) E "LIGADO" AO COMANDO QUE FOI O PRIMEIRO A SER GRADUADO EM ALFERES.
 
ERA DO 1º PELOTÃO.
TEVE AZAR, ENVIARAM-NO PARA A "PORRADA" EM CABORA BASSA.
 
CONTINUAVA A FALTA DE COMANDANTES DE PELOTÃO.
 
EM NOVEMBRO DE 72 E DEPOIS DE TEREM CONSULTADO OS "ASTROS", NOMEARAM-ME.
 
O FERRAZ FOI GRADUADO CAPITÃO E FOI COMANDAR O QUITERAJO.
 
POUCO TEMPO DEPOIS, PENSO EU, O SILVESTRE PIRES TAMBÉM FOI GRADUADO PARA PERMANECER NO 1º PELOTÃO.
 
ORA EU, CÁ O RAPAZ, TINHA ESTADO QUASE UM ANO NO 4º PELOTÃO COMANDADO PELO AMÉRICO COELHO E TENDO COMO "PARELHA" O EX-FURRIEL FERNANDO LOURENÇO.
 
CONHECIA OS SOLDADOS E CABOS POR DENTRO E POR FORA, JÁ OS TINHA VISTO TOMAR BANHO.
 
QUANDO ME DISSERAM QUE IRIA PARA O 3º PELOTÃO, EMBORA CONHECESSE DE VISTA E DE FAMA ALGUNS ELEMENTOS, SERIA DIFERENTE.
JÁ ME DAVA COM O EX-FURRIEL MADEIRA QUE TOPAVA BEM O MARALHAL.
 
EM MEADOS DE 1973, RENDIÇÃO INDIVIDUAL MANDARAM PARA LÁ O "MALUCO" DO MANUEL CABRAL, QUE AINDA VINHA COM A FEBRE DO "COMANDO" DA METRÓPOLE.
 
QUASE VOLTEI AO PRINCÍPIO. DEPOIS DE UM ANO A COMEÇAR A PERCEBER O QUE CADA UM PENSAVA E O QUE PODERIA VALER EM CASO DE BRONCA NO MATO OU NALGUM ATAQUE.
 
 
ANTES QUE ME ESQUEÇA, ESTOU TRISTE.
NAS VÁRIAS FOTOS TIRADAS NO MUCOJO NÃO CONSIGO VER NENHUMA DOS QUATRO EX-ALFERES DA 3509.
 
 
TAL ERA A SUA RESPONSABILIDADE OU FALTA DE OPORTUNIDADE.
 
O TERCEIRO PELOTÃO MUDOU DE VIDA, NÃO SEI SE PARA MELHOR .(AVENTURA PASSOU A TER).
 
ATÉ AO ALTO DA PEDREIRA, EM BASES PROVISÓRIAS COM POUCA PROTEÇÃO E POUCAS CONDIÇÕES COMO JÁ FOI DESCRITO POR ALGUNS, ERA UMA VIDA DE CIGANO.
PODÍAMOS TER SIDO "APANHADOS À MÃO".
TENDAS RUDIMENTARES, ÁGUA A CORRER COM AQUELAS CHUVADAS DILUVIANAS.
A ÚNICA TENDA "DECENTE" ERA A DOS GRADUADOS.
 
ESTAR QUASE UM ANO NO QUARTO PELOTÃO, DEU-ME EXPERIÊNCIA.
A CAUTELA DO AMÉRICO COELHO, O ESPÍRITO DE AVENTURA DO FERNANDO LOURENÇO.
O TERCEIRO PELOTÃO CONTINUOU ESSA SAGA.
 
SER ALFERES!!!
TER ALGUM PODER DE DECISÃO!!
NA ALTURA NÃO SABER AINDA BEM O QUE ERA "PAGAR" PELA SUA IRRESPONSABILIDADE.
 
CONFESSO, GOSTEI DE TER "O PODER"!!
DENTRO DOS LIMITES IMPOSTOS, ESCOLHER, VAMOS, PARA AQUI, PATRULHAR AQUI, MOLHAR O "CU" ALI.
 
 
EXPERIÊNCIA ÚNICA E CONFESSO QUE GOSTEI DE SER GRADUADO "LEMBE-BOTAS".
ALGUM MAIS DINHEIRO QUE GANHEI FOI INVESTIDO EM CONSTRUÇÕES NO ALTO DA PEDREIRA E COMPRA DE CAÇA PARA A MALTA.
 
SEI QUE MUITOS NÃO IRÃO LER TUDO, TEREI ESQUECIDO ALGUMAS COISAS QUE PORVENTURA JÁ TEREI PUBLICADO.
ESTE TEXTO IRÁ PARA A MINHA PÁGINA PESSOAL DO FACEBOOK, PARA UM DIA MAIS TARDE SE CÁ ESTIVER, LER AO MEU NETO.
 
GRATO PELA VOSSA ATENÇÃO.
PODE SER QUE CONSIGA UM "GOSTO" DO FERNANDO LOURENÇO.
EU GOSTEI DE O ESCREVER.