domingo, 16 de fevereiro de 2014

CCS 42 anos depois, por José Guedes


Bom dia a todos os amigos,..
Mas permitam-me um cumprimento especial aos amigos da C.C.S., hoje 7-2- 2014 faz 42 anos da nossa partida para Moçambique, para uma guerra que ninguém nos perguntou se queríamos fazer parte dela,..
 
Nesta viagem infelizmente alguns não mais voltaram, outros vieram e já não se encontram entre nós, como ninguém é eterno também vai chegar a nossa vês e lá nos iremos encontrar novamente.
 
Por coincidência fazia eu neste dia 8 meses que assentei praça, na Figueira da Foz (CIC2), eu que praticamente nunca tinha saído da terra onde nasci senti-me como peixe fora de água.
Não conhecia nada nem ninguém, fui encontrar homens com personalidades fortes e eu ainda a pensar onde me tinham ido meter.
Aos poucos, lá me foi adaptando mas cada vês que se mudava de quartel lá teríamos de fazer novos conhecimentos o que dificultava, pelo menos a mim, a minha integração.
 
Quando fui formar batalhão em Santa Margarida, ai foi a última etapa a fazer amigos, porque era a etapa definitiva.
 
De toda a malta da minha especialidade, só um outro condutor me acompanhou. Condutor esse que nunca conseguiu conduzir e ainda hoje não conduz por aqui se via o que era a tropa.
 
Em Santa Margarida e já integrado na companhia ,voltei a encontrar já pessoas com personalidades muito fortes e não posso deixar de comentar um episódio que aconteceu, que muitos com certeza vão recordar.
 
Um determinado dia já noite estava-mos todos na cama, porque era época de muito frio e dormíamos com a farda nº 3 vestida, apareceu um militar na dita caserna com duas jovens bem jeitosas por sinal, a perguntarem pelo Bairro Alto como ele era conhecido. Ele levanta-se da cama para ir ao encontro delas e uma perguntou se eles dormiam vestidos ao que ele prontamente respondeu, não, isto é o pijama da tropa.
Gente já vivida, se fosse eu nem sabia o que dizer, mas foi um fartote de riso nessa noite.
 
Peço desculpa, que hoje exagerei um pouco na escrita.
 
Dentro dos possíveis sejam todos felizes,... um abraço,...