terça-feira, 24 de dezembro de 2013

O "Treme, Treme"..., por Fernando Bento

Foto Google

29 de Julho de 2013 22:12
Quando os Sapadores chegaram a Stª Margarida para integrar o I.A.O. (vínhamos de Bragança de dar uma especialidade de sapador), já todas as companhias se encontravam espalhadas pelas matas de Stª Margarida.
Ao chegarmos ao RC 4, fomos informados dessa situação e conduzidos de imediato, para o local onde estaria a C.C.S..
Depois de nos termos apresentado, tentamos arranjar sítio para dormir.
Sitio para dormir arranjamos, mas não havia colchões disponíveis, então fomos falar com o alferes Antunes, que era o Comandante de Companhia (depois tenente), para nos arranjar uma viatura para irmos buscar colchões.
Quando estávamos a falar com ele reparamos que o homem não parava de abanar a cabeça em sinal negativo, então o António com a sua perspicácia toda retorquiu: mas meu alferes, chegamos agora, não temos colchões, onde é que dormimos?...
O alferes, sempre a abanar a cabeça, respondeu: 
Ó homem, quem é que lhe está a dizer que não!
Vão lá buscar os colchões.
O homem ficou então conhecido pelo "treme, treme".