sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Natal, por Paulo Lopes

Paulo Lopes


PRESENTES DE NATAL

Não sabem os homens
que o sonho da criança
ultrapassa a barreira da ilusão
voam mais alto que as nuvens
criam fortalezas de esperança
onde nasce a sua confusão.

paulo lopes


NATAL

E eis que os focinhos
se elevam para o humano
arrebitam orelhas
para ouvirem os sinos

Levantam os olhos
para enxergarem luzes
vestem-se de bondade
constroem o presépio

Inventam os minutos
e olham curiosos
o rodar dos ponteiros

Mascaram-se...

paulo lopes (Moçambique / Mataca (1973)