segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Vê para onde vais ou onde te mandam, por Duarte Pereira

 
Quando um "pai " faz um filho, não consegue saber o dia da sua "compilação.

Tira nove meses ao dia do seu nascimento e terá uma ideia.

Já não sei se este Grupo irá a caminho da sua primeira "diuturnidade". ?

"Criado" por um "quadro intermédio" no escalão militar da altura.

Quem apreciará mais. ?

Os que "não mandavam" ?

Os "quadros intermédios" que pensavam que mandavam.

Os "quadros médios" que não fariam nada sem os "quadros intermédios" ?.

Em Santarém nos seis primeiros me...ses, só obedecia.

Nos seis meses seguintes antes de "avionar" para Moçambique , pensava que mandava.

No primeiro ano em Moçambique, não valia a pena mandar.
Estávamos todos no mesmo "barco".

No segundo ano de comissão, cheguei à conclusão que já era tarde para "mandar". 
 Funcionava tudo em "piloto automático".

Nos últimos meses, foram-se cortando as "aventuras".
Queríamos chegar vivos e de boa saúde ao avião que nos traria de volta.

Resumindo : Primeiros dois ou três meses, "cagufa".

Meses seguintes "falsa confiança e alguma aventura ".

Últimos dois meses "Vê para onde vais ou onde te mandam ".